Familia, Vida de Mummy

Fomos ao Pediatra

Eu sempre adorei ir as consultas de rotina do meu filho, mesmo as mais difíceis de início e que se faziam acompanhar pelas vacinas.

Já sabia que havia muita choradeira mas havia também muitas outras coisas que aprendia e muito importantes.

Ia sempre pronta a ouvir e com postits cheios de perguntas e duvidas.

Nunca fui de arriscar nem de experimentar, nunca tive essa coragem na verdade, sempre o medo de falhar… seguia tudo à letra!

Desta vez foi a consulta de rotina dos dois anos e meio e fomos à nossa pediatra de família a maravilhosa Dra. Ana Botto, no Hospital Lusíadas de Oeiras, que têm sempre muita paciência para as perguntas e para dar conselhos. Acho linda a maneira que têm de lidar com o nosso filho, mantendo sempre o mesmo tom de voz, sorrindo e esperando que ele interaja com ela, ao mesmo tempo que nos explica o que faz e o que pretende 😊.

Mas desta vez as notícias não foram as melhores, sim, ele está maravilhoso de desenvolvimento e de exame físico, mas a hérnia no umbigo vai mesmo de ter de ser vista por um cirurgião pediátrico, para possivelmente operar. Apesar da doutora nos descansar, mil cenários passaram pela minha cabeça como devem imaginar, pior fiquei tão bloqueada que nem fiz as perguntas todas que queria, se têm anestesia, como é, como é o pós operatório, têm que ficar no hospital a dormir?

Recorri por orientação à minha amiga do blog Oceano que Nos Separa que sem eu saber que já tinha passado ( infelizmente ) por operações com os filhotes que felizemente correram bem. Falou-me que as intervenções neles são rápidas e por norma dão uma anestesia que passado 15 minutos já estão acordados. Ai assim espero, e apesar de ela me por sempre os pés na terra da minha tendência para exagerar nas preocupações, ainda tenho o ❤ bem apertado 😞.

Vais tudo correr bem, certo?😊

Era-Uma-Vez-671x377_c.jpg

Cultura, Dicas, Musica

Stomp

Ver Stomp já era um sonho antigo que a carteira nunca realizou, mas sábado por destino foram me oferecidos dois bilhetes, e nem quis acreditar!!!

Foi BRUTAL, sabem quando Fernando Pessoa escreveu ” Não Sei Quantas Almas Tenho “? Essa frase andou sempre na minha cabeça porque eles são 8 corpos e uma só alma,só pode, aquela coordenação e interacção uns com os outros é fora de série!!

Como se sabe eles fazem música com sapateado, o corpo e materiais do quotidiano, desde carrinhos das compras a caixas de fósforos, e, a organização do espectáculo é feita com a lógica perfeita dos ” instrumentos “, por exemplo, se o número anterior foi com água o seguintes era com esfregona, se fosse com areia o seguinte era com vassouras, super organizado e coerente.

É acrescentado ao espectáculo, comédia, interacção, tudo sem uma única palavra!

A percussão é espectacular, aliás tive quase o espectáculo todo a bater o pé e abanar a cabeça, mas nem quis acreditar quando olhei para todas as cabeças à minha frente e nem uma mexia, mas como aqueles ritmos não entravam no corpo??

Desabafos:

Não vejo o porque de levar crianças de colo a estes espectáculos, nos momentos de pausa ou de inicio de novos actos a criança palrava, não será isso desrespeito por quem está em palco? Os sons começam baixinho, cada som vai entrando à sua vez e de repente  o palrar… não me parece justo para quem está em palco e para quem está a assistir!!

Já as crianças maiores… parece-me bem levarem, desde que expliquem como funciona. Habituadas aos espectáculos para as suas idades, em que os actores incentivam a interacção e a contribuição. Tentaram por varias vezes falar para o palco, quando não era para o fazer, quando quem estava em palco só queria uma gargalhada e não palavras… Assim não!

Parte melhor, consegui ir e vir enquanto o pequenino dormia a sesta na avó, assim o sentimento de culpa foi menor 🙂

E quando os Stompers gostam das tuas publicações?

Vida de Mãe do Santi

Carnaval 2018 # Parte 2

O meu Astérix!!!

Adoro o Asterix e quando vi este fato fiquei com ele na cabeça, não comprei logo, mas depois fui a correr com medo de o perder…

Eu acho um absurdo os preços que nos pedem por um fato de Carnaval, um verdadeiro assalto mesmo, mas este custou 10€. É para 4 anos mas nada que umas bainhas e uns truques de esconde-esconde não resolvam, para caber no esplendor dos seus dois anos!

Ao todo ficou em 15€ porque o ” capacete ” com as asas foi feito em casa, e o frasco para a poção também.

Não gosto do Carnaval, mas não quero que o meu filho deixe de gostar por minha causa, por isso enquanto puder e ele deixar, vai sempre brincar de faz de conta 🙂

Vida de Mãe do Santi

Carnaval 2018 # Parte 1

Este ano, o filhote têm de ir para a creche mascarado dois dias…

O ano passado escolhemos o Popeye.

Para este primeiro dia escolhemos de jogador da bola 😊. Uma vez que os tios já lhe tinham oferecido um equipamento completo, foi menos uma preocupação, e lá foi ele todo contente e cheio de estilo 😍

Para amanha deixo uma dica… é ix!!!!

Sem categoria

Pessoas Vrs Cartoons – #2 Diabo da Tasmania

É assim que vejo um dos meus colegas de trabalho…

Melga na grandeza dos seus 50 anos… Vendedor, furão e tudo mais mas um terror…

Entra nos nossos gabinetes e abre as portas como um verdadeiro Taz. Interrompe tudo o que estamos a fazer, cria um alvoroço, só para despachar o serviço dele…

O perfume dele dura ai uns 20 minutos depois de ele sair de ao pé de nós! A irritação que deixa dura muito mais…

Gosta muito do meu filho, por causa da doença da esposa infelizmente não podem ter… Mas não tenho duvidas que daria um bom pai, até por causa de todos os cuidados prestados aos pais dele enquanto precisaram…

Na verdade, apesar de ser assim é boa pessoa!!!

 

Taz2.png