Familia

O Circo Chen – A Desilusão…

A verdade é que não ia ao circo à milhares de anos, e a verdade é que preferia ter ficado com aquela ideia de circo do que a que tenho agora 😞.

Este circo Chen foi uma desilusão, não foi só a ausência dos animais ( que entendo ) mas a magia… não existe magia.. não existia trapezistas, não existia ilusionistas, não existia classe, não existia dinamismo nem brio…

Existia muito comércio, uma Minie muito magríssima a andar pela plateia com um palhaço para tirar fotos com as crianças, cada uma com valor mínimo de 15,00€. Também tinha o Mickey que várias vezes levantava a cabeça por causa do calor… Uns carroceis…

O Campeão Mundial de Boomerang, por sinal português, levou 5 vezes até conseguir concluir o numero, já li que em outras sessões nem conseguiu….

Os palhaços… eu nunca gostei de palhaços, mas tenho que dar algum crédito à palhaça Xixa, não pelo número para crianças porque não existia, as piadas e as referências eram demasiado adultas para eles entenderem, mas a nós ainda nos arrancou umas gargalhadas.

E para mim o melhor número foi dos quatro rapazes na barra olímpica, mostram algum nível de execução que foi bom de ver, até o filhote ficou quieto a olhar.

Sinceramente… se não me tivessem oferecido os bilhetes, estava a chorar o dinheiro dos mesmos até hoje 🙂

 

 

 

 

 

Dicas, Exposições, Familia, Vida de Mãe do Santi

Aquário Vasco da Gama

O meu sobrinho esteve cá de visita e foi uma óptima oportunidade para levar os dois a um sitio que já tinha muita vontade de revisitar, ao Aquário Vasco da Gama.

O meu sobrinho ficou super impressionado de se pagar bilhete, até o senhor que vendia os bilhetes se fartou de rir, na lógica dele se toda gente tinha de pagar os senhores deviam estar ricos… quando lhe expliquei que o dinheiro também era para cuidar do espaço, alimentar os animais, pagar ordenados, entendeu um pouco mais, mas não ficou completamente convencido 🙂

Ainda existem os peixes, com tamanhos de dinossauros, onde as crianças se divertem imensos a dar de comer, cada bolinha é 1€, mas a alegria deles vale a pena!!

É uma alternativa económica ao Oceanário e vale muito a pena a visita 🙂

Dicas, Familia, Sem categoria

Quinta da Conchas – Parte 1

Chamo parte um, porque este parque é enorme, mesmo enorme e não conseguimos ver tudo…

Começamos na entrada por dentro do Lumiar, junto à faculdade! Bebemos o nosso café antes de começar as brincadeiras (0,60€) e lá fomos nós conhecer…

Têm imensos espaços verdes, tem uns retângulos de cimento com agua, mas muito mal tratados, alguns até tinha peixes mortos.

Tem pelo que pude ver, um restaurante e pelo menos mais um quiosque de café.

O parque para as crianças tem várias coisas mas não tem baloiços 😞…

Num têm umas daquelas teias de elásticos, e um mini-comboio para os mais, mais pequeninos, o piso é de mini pedras que é sempre um divertimento …

Em outro têm daqueles escorregas incorporados numas actividades, e aqueles bonecos mola…

Agora o que têm é mega escorregas e o meu filho adorou, o pior é que o sistema de rega estava ligado, virado para dois deles, então para além de os molhar, molhava também o piso…

Pelo que pude perceber a parte de cima, mais junto à recepção é onde se junta os cães e a malta que os têm, pelo que se têm medo ou os vossos filhos é um local a evitar pois eles andam sem trela, por nós foi super tranquilo. 

Enfim este parque é mesmo mega, e dá para andar bastante, jogar à bola na relva, apanhar folhas, paus e bolotas, foi super divertido, e o meu destemido ainda foi para o meio do Campo ter com os jogadores para lhe passarem a bola 😬😉

Cultura, Dicas, Familia

Museu do Traje – Parque Botânico Monteiro-Mor 

Fomos visitar o Jardim, a pequena artéria de verde no Lumiar… Ainda é cedo para entrar com o filho nos Museus, mas os jardins são sempre maravilhosos para passear, e para a mãe queimar calorias e os “miúdos” gastarem energia !!!

Adoro este em especial, eu e o marido pagamos 3€ cada um, mas valeu a pena, na minha opinião.

Tive pena de certas coisas estarem em ruína, como por exemplo o aviário…

Os lagos dos peixes, patos e tartarugas, foi uma boa surpresa.👌

Nós nem fomos a todas a matas, tem muito mais do que mostro nas fotos… Têm muito espaço para correr, muitos paus e folhas para apanhar também 😉

Têm um café, a senhora não primava pela simpatia, mas enfim…

Modernizaram em certas coisas, a meio do passeio, têm tabelinhas com códigos QR, mas aplicado como única opção não me parece certo, pois nem toda gente tem telemóvel com aplicações.

Quando pedi um folheto ou prospeto ou algo com a história do jardim não tinham… só mesmo em QR, o que foi um pouco uma desilusão…

Quando lá voltar com o filho, para visitar mesmo o museu, vou ter de me prepar bem na internet para poder ensinar… por exemplo, começar por aqui .

PS: Vou arriscar a por as fotos…apesar da proibição, mas se não for mostrado ninguém conhece… Vou considerar um serviço publico 🙂